Notícias

7 de Abril de 2021

Fórum de Equivalência de Supervisão

No âmbito do Projecto de Equivalência de Supervisão e Regulação, o Banco Nacional de Angola, em parceria com a Associação Angolana de Bancos (ABANC), realizou, nesta terça-feira, 6 de Abril, através da plataforma digital “Teams”, o Fórum de Equivalência de Supervisão, com intuito de efectuar o lançamento do início do Processo de Avaliação e Revisão pelo Supervisor (SREP) no Ciclo Anual de Supervisão 2021.

Coube ao Administrador do BNA, Pedro Castro e Silva, proceder a abertura do certame, tendo aproveitado a oportunidade para realçar a importância do Projecto de Equivalência de Supervisão e Regulação, enquanto iniciativa que visa reforçar a estabilidade financeira, a protecção de consumidores e investidores e a transparência do Sistema Financeiro Angolano, em linha com os padrões internacionais, visando facilitar o processo de avaliação da referida equivalência pela Autoridade Bancária Europeia (EBA). 

Por seu turno, o Director do Departamento de Supervisão Bancária, Elavoko João, destacou o estágio da implementação do Processo de Autoavaliação da Adequação do Capital Interno (ICAAP) e do Processo de Autoavaliação da Adequação da Liquidez Interna (ILAAP), bem como dos principais desafios que ainda são enfrentados pelas instituições financeiras, com maior enfase para a capacitação dos recursos humanos.

No âmbito do Ciclo Anual de Supervisão 2021, ressaltou ainda, que a implementação do SREP permitirá ao BNA exercer uma supervisão que garanta a monitorização efectiva do modelo de negócio, governo e gestão do risco e posições de capital e liquidez das instituições supervisionadas, salvaguardando a respectiva solvabilidade e resiliência financeira a longo prazo.

No primeiro painel do referido Fórum, os especialistas do BNA debruçaram-se sobre as distintas fases do Ciclo Anual de Supervisão 2021, aberto oficialmente, ao passo que, no segundo painel, foi feito o enquadramento das principiais reformas regulatórias de natureza prudencial efectuadas pelo Banco Central, em sede do Projecto de Equivalência de Supervisão e Regulação.

No terceiro painel, especialistas das áreas de gestão de risco do Banco Angolano de Investimentos e do Banco de Fomento Angola, partilharam as experiências sobre a implementação do exercício de ICAAP e ILAAP nas respectivas instituições.

O Fórum de Equivalência de Supervisão contou, igualmente, com a participação do Presidente da ABANC, Mário Nascimento, membros de conselhos de administração e de direcções das instituições financeiras bancárias, bem como de membros do corpo directivo e técnicos seniores do Banco Nacional de Angola.