Notas de Imprensa

29 de Março de 2019

Comité de Política Monetária

O Comité de Política Monetária do Banco Nacional de Angola (CPM) reuniu hoje, dia 29 de Março de 2019, tendo decidido manter a Taxa BNA em 15,75%.

O CPM decidiu manter inalterada a taxa de juro da Facilidade Permanente de Absorção de Liquidez em 0% e os coeficientes das Reservas Obrigatórias em moeda nacional em 17% e 15% em moeda estrangeira.

Concorreu para esta decisão, a análise dos factores determinantes da taxa de inflação que indica que a mesma deverá manter a tendência observada nos últimos meses bem como a perspectiva de evolução positiva do sector real. 

No mês de Fevereiro de 2019, o Índice de Preços no Consumidor Nacional (IPCN) apresentou uma variação mensal de 1,04%, inferior à registada no mês anterior (1,14%) e uma variação homóloga de 17,96%, igualmente inferior à observada no período anterior (18,22%). 

Entre Janeiro e Fevereiro, no mercado monetário interbancário foi transaccionado um fluxo total de Kz 261,19 mil milhões, representando um aumento de Kz 192,29 mil milhões (279,09%) face ao período anterior. A LUIBOR, na maturidade overnight, situou-se em 15,75%, o que representou uma diminuição de 1 ponto percentual face ao início do ano.  
 
O agregado monetário M2 em moeda nacional, que congrega a totalidade dos depósitos bancários em moeda nacional e as notas e moedas em poder do público, registou uma variação positiva Kz 75,11 mil milhões em relação ao nível observado em Janeiro de 2019, tendo passado de Kz 4,42 biliões para Kz 4,49 biliões em Fevereiro de 2019, o que corresponde a um aumento de 1,70%. Nos últimos 12 meses, este indicador variou positivamente em 1,04%.

O stock do crédito em moeda nacional registou uma contracção mensal de 0,11%, face à expansão de 0,40% no mês de Janeiro. Nos últimos 12 meses, decresceu em torno dos 2,41%. Considerando que os sectores de comércio, actividades imobiliárias, alugueres e serviços prestados às empresas continuam a ser os que mais beneficiam da concessão de crédito, o CPM entende que devem ser adoptadas medidas que propiciem o aumento do crédito ao sector primário, com destaque para a produção de bens que compõem a cesta básica.

Nos dois primeiros meses de 2019, o BNA vendeu ao mercado um montante total de USD 1 425,17 milhões através dos bancos comerciais, contra USD 2 185,10 milhões nos últimos dois meses de 2018. Comparado ao período homólogo, no qual foram vendidos USD 1 831,49 milhões, houve uma diminuição de 22,18%. 

Em Janeiro, a conta de bens registou um saldo deficitário de USD 224,96 milhões, sendo que o valor total das exportações foi de USD 2,64 mil milhões e das importações de USD 2,87 mil milhões. Em Fevereiro a conta de bens registou um superavit de USD 1,62 mil milhões. As importações situaram-se em USD 926,07 milhões e as exportações em USD 2,55 mil milhões. Assim, nos dois primeiros meses do ano, a conta de bens registou uma redução de 64,68% face aos dois meses anteriores (Novembro e Dezembro). 

As Reservas Internacionais Brutas (RIB) situaram-se em USD 15,99 mil milhões em Fevereiro de 2019, representando um grau de cobertura de importações de bens e serviços de 8,77 meses.

A próxima reunião ordinária do Comité de Política Monetária do Banco Nacional de Angola realiza-se no dia 30 de Maio de 2019.